VALIDAÇÃO DA ESCALA DE CRENÇA DE AUTOEFICÁCIA DE ESTUDANTES EM RELAÇÃO AO LETRAMENTO ESTATÍSTICO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.37001/EMR-RS.v.2n.21.2020.p.137-150

Palavras-chave:

Crença de autoeficácia, letramento estatístico

Resumo

Este artigo visa a apresentação e validação de uma escala de autoeficácia utilizada na análise das relações existentes entre as crenças de autoeficácia e o desempenho de estudantes em letramento estatístico. Participaram 328 estudantes, sendo 163 alunos do 9º ano do Ensino Fundamental e 165 da 3ª série do Ensino Médio. Pelas propriedades psicométricas de validade e confiabilidade analisadas com o software IBM SPSS Statistics 23.0, foi obtido o valor 0,777 para o coeficiente alpha de Cronbach e isto indica que a escala possui uma consistência interna adequada. Esse instrumento de coleta de dados é composto por sete itens, que podem ser expressos por dois fatores. A sua validade, submetida à análise fatorial, indicou que seus fatores explicam, aproximadamente, 63% da variância dos dados. Portanto, a escala de crença de autoeficácia para o desenvolvimento do letramento estatístico foi validada no sentido de ter a garantia de se medir o que se espera.

Biografia do Autor

Paulo Cesar Oliveira, Universidade Federal de São Carlos

departamento de física, química e matemática. Área de educação matemática

Nelson Pirola, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”

Professor Associado do Departamento de Educação - (UNESP –Bauru). Vice-coordenador do Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência. Líder do Grupo de Pesquisa em Psicologia da Educação Matemática

Referências

Referências
AZZI, R.G.; GUERREIRO-CASANOVA, D.C.; DANTAS, M.A. Autoeficácia acadêmica: percepções de estudantes brasileiros. In: AZZI, R.G.;VIEIRA, D.A. (orgs.). Crenças de eficácia em contexto educativo. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2014. v.2, p. 67-83. (Série Teoria social cognitiva em contexto educativo, v.2).

BANDURA, A. Self-efficacy (1994). In: RAMACHAUDRAN, V.S. (org.). Encyclopedia of human behavior. New York: Academic Press, 1994. v.4, p.71-81.

__________. Guide for constructing self-efficacy scales. In: PAJARES, F.;URLAN, T. (orgs.). Self-efficacy beliefs of adolescents. Greenwich: Information Age Publishing, 2006. v.5, p. 307-337.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular: educação é a base. Brasília: MEC, 2018. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf>. Acesso em: 29 ago. 2019.

CAZORLA, I.M. A relação entre a habilidade viso-pictórica e o domínio de conceitos estatísticos na leitura de gráficos. 2002. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação. Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2002.

GAL, I. Adults’ statistical literacy: meanings, components, responsibilites. International Statistical Review, v.70, n,1, p.1-50. 2002.

_____. (2019). Understanding statistical literacy: About knowledge of contexts and models. In: CONGRESO INTERNACIONAL VIRTUAL DE EDUCACÍON ESTADÍSTICA, 3., 2019, Granada. Anais do III Congreso Internacional Virtual de Educación Estadística...Granada: Universidade de Granada, 2019. 15p. Disponível em: <http://www.ugr.es/local/fqm126/civeest.html>. Acesso em: 12 ab.2020.

HAIR JUNIOR, J.F.; BLACK, W.C.; BABIN, B.J.; ANDERSON, R.E.; TATHAM, R.L. Análise Multivariada de Dados. Tradução de Adonai Schlup Sant'Anna. 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

IBM SPSS. Statistics 23 Documentation. 2018. Disponível em: <https://www.ibm.com/support/pages/ibm-spss-statistics-23-documentation#en>. Acesso em: 12 ab.2020.

OLIVEIRA, P.C.; MACEDO, P.C. Gráfico de setores: implicações dos registros de representação semiótica para o letramento estatístico. Educação Matemática em Revista, v.23, p.118-131, 2018.

POLYDORO, S.A.J.; GUERREIRO-CASANOVA, D.C. Escala de autoeficácia acadêmica para o ensino médio: busca de evidências psicométricas. Estudos Interdisciplinares em Psicologia, v.6, n.1, p. 36-53, 2015.

VENDRAMINI, C.M.M. (2000). Implicações das atitudes e das habilidades matemáticas na aprendizagem dos conceitos de estatística. 2000. 249p. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000.

Publicado

2020-11-09

Como Citar

Oliveira, P. C., Marques Junior, E., & Pirola, N. (2020). VALIDAÇÃO DA ESCALA DE CRENÇA DE AUTOEFICÁCIA DE ESTUDANTES EM RELAÇÃO AO LETRAMENTO ESTATÍSTICO. Educação Matemática Em Revista - RS, 2(21). https://doi.org/10.37001/EMR-RS.v.2n.21.2020.p.137-150