SITUAÇÕES DIDÁTICAS OLÍMPICAS PARA O ENSINO DE GEOMETRIA PLANA NO CONTEXTO DA OBMEP: UMA EXPERIÊNCIA NO CURSO DE MATEMÁTICA DO IFCE

Autores

  • José Gleison Alves da Silva Instituto Federal de Educação, Ciência e tecnologia do estado do Ceará - IFCE
  • Francisco Régis Vieira Alves Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Ceará - IFCE.
  • Daniel Brandão Menezes Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA

DOI:

https://doi.org/10.37001/EMR-RS.v.2n.21.2020.p.66-78

Palavras-chave:

OBMEP, Engenharia Didática, Teoria das Situações Didáticas, Geometria Plana.

Resumo

Este artigo abordou uma proposta de ensino cujo objetivo foi a apresentação de uma metodologia de ensino com base na Teoria das Situações Didáticas (TSD). A proposta segue o modelo da TSD, com o uso de Problemas Olímpicos (PO) e o software GeoGebra, para a adaptação desses problemas. A investigação se estruturou na Engenharia Didática (ED) em complemento com a TSD e o software GeoGebra, recurso tecnológico capaz de auxiliar o estudante na visualização e modelização das figuras. O relato de experiência foi realizado com alunos do curso de Licenciatura em Matemática do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) e os dados foram coletados por meio de fotos, diálogos e escritos dos alunos. Os resultados foram satisfatórios no diz respeito ao uso do GeoGebra e à autonomia dos estudantes na construção dos saberes matemáticos. Concluímos que a proposta apresentada difere das metodologias tradicionais, nas quais o professor se posiciona como detentor do conhecimento, e nesse caso, o aluno se torna protagonista da sua aprendizagem.

Biografia do Autor

José Gleison Alves da Silva, Instituto Federal de Educação, Ciência e tecnologia do estado do Ceará - IFCE

Mestrando em Ensino de Ciências e Matemática pelo IFCE, Professor da Rede Municipal de Sobral, Graduado em Matemática pela Universidade estadual Vale do Acaraú - UVA

Francisco Régis Vieira Alves, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Ceará - IFCE.

Doutor com ênfase no Ensino de Matemática e docente do curso de Pós Graduação em Ensino de Ciência e Matemática - PPGECM no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Ceará - IFCE.

Daniel Brandão Menezes, Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA

Doutor em Educação Brasileira na Linha de pesquisa Educação, currículo e ensino no eixo ensino de Matemática e docente na Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA.

Referências

ALMOULOUD, S. Ag.; COUTINHO, C. Q. S. Engenharia Didática: características e seus usos em trabalhos apresentados no GT-19 / ANPEd. Revemat. v. 3. n. 6, p. 62-77, UFSC: 2008.


ALMOULOUD, S. Fundamentos da didática da matemática: 121. ed. São Paulo: UFPR, 2007.


ALVES, F. R. V. Visualizing the olympic didactic situation (ods): teaching mathematics with support of the geogebra software. Acta Didactica Napocensia, România, v. 12, n. 2, p. 97-116, 2019.


ALVES, F. R. V. Transição complexa do cálculo - tcc: engenharia didática para as noções de sequências, séries e série de potências. Educação Matemática em Revista - RS, v. 1, p. 83/3-97, 2016a.


ALVES, F. R. V. Engenharia didática para a noção de integrais dependentes de parâmetros: análise preliminares e a priori. Vidya (Santa Maria. Online), v. 36, p. 111/1-133, 2016b.


ALVES, F. R. V. Engenharia didática com o tema integração de funções na variável complexa: análises preliminares, a priori e modelização de situações. Ensino de ciências e tecnologia em revista, v. 7, p. 25-40, 2017.


ALVES, F. R. V.; DIAS, M. A. Engenharia Didática para o Teorema de Binet, ou Lamé, ou de De Moivre: Análises Preliminares e a Priori. Revista de ensino, educação e ciências humanas, v. 19, p. 103-113, 2018.


ALVES, F. R. V.; DIAS, M. A. Engenharia Didática para a Teoria do Resíduo: Análises Preliminares, Análise a Priori e Descrição de Situações-Problema. Revista de ensino, educação e ciências humanas, v. 20, p. 2, 2019.


ALVES, F. R. V.; DIAS, M. A.; LIMA, M. V. M. Sobre o ensino de integrais generalizadas (ig): um contributo da engenharia didática. Jornal internacional de estudos em educação matemática, v. 11, p. 130/2-144, 2018.


ALVES, L. A. Geogebra como suporte para o ensino de Geometria por meio de construções geométricas abordadas no Programa de Iniciação Científica da OBMEP. 2019. 137f. Dissertação (Mestrado Profissional em Matemática) - Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação, Universidade de São Paulo, 2019.


AMARANTE, J. M. N. Análise de erros: reflexões sobre o ensino de geometria no município de Óbidos-PA a partir de questões da OBMEP. 2019. 117f. Dissertação (Mestrado Profissional em Matemática). Universidade Federal do Oeste do Pará, instituto de Ciências e educação. Santarém – Pará, 2019.


ARBACH, N. O ensino de geometria plana: o saber do aluno e o saber escolar. 2002. 96f. Dissertação (Mestrado em educação Matemática) – PUC. São Paulo, 2002.


ARTIGUE, M. Ingenieria Didática. In: ARTIGUE, M.; DOUADY, R.; MORENO, L.; GOMEZ, P. (Org.). Ingeniéria didatica en Educacion Matemática: Un esquema para la investigación y la innovación en la enseñanza y el aprendizaje de las matemáticas. Bogotá: Grupo Editorial Iberoamericano, p. 33-61, 1995.


AZEVEDO, I. F.; ALVES, F. R. V.; OLIVEIRA, J. C. Obmep e teoria das situações didáticas: uma proposta para o professor de matemática. EMR-RS, v.2, n.19, p.82-92, 2018.


BALESTRI, R. Matemática: interação e tecnologia: 2. ed. São Paulo: Leya, 2016.


BARBOSA, P. M. O estudo da Geometria. 2003. Disponível em: http://www.ibc.gov.br/images/conteudo/revistas/benjamin_constant/2003/edicao-25-agosto/Nossos_Meios_RBC_RevAgo2003_Artigo_3.pdf Acesso em: 10 de Jan. 2020.


BRAGANÇA, B. Olimpíada de Matemática para a Matemática avançar. 2013. 97f. Dissertação (Mestrado Profissional em Matemática - PROFMAT). Universidade Federal de Viçosa, 2013.


BRASIL. Secretaria de educação fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais. – Brasilia, Brasil. MEC, 1997.


BRASIL. Ministério da Educação. PNLD 2018: Matemática – guia de Livros Didáticos – Ensino Médio/ Ministério da Educação – Secretária de Educação Básica – SEB – Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Brasília, DF: Ministério da Educação, Secretária de Educação Básica, 122 p. 2017. Disponível em: file:///C:/Users/jgley/Downloads/Guia_PNLD_2018_Matematica.pdf. Acesso em: 18 de jan. 2020.


BROUSSEAU, Guy. Théorisation des phénomènes d'enseignement des mathématiques. Mathematics. Université Sciences et Technologies. 1986. 906f. Tese (Doutorado). L'université de Bordeaux I – França, 1986.


CHAVANTE, E.; PRESTES, D. Quadrante Matemática. 1 ed. São Paulo: edições SM, 2016.


DANTE, L. R. Matemática: contexto e aplicações: 3.ed. São Paulo: Ática, 2016.


FERREIRA, V. A. M. Preparação para obmep: relato de experiência e análise dos resultados. 2018. 143f. Dissertação (Mestrado Profissional em Matemática) - Universidade Federal de Santa Maria, Rio Grande do Sul, 2018.


IEZZI, G.; DOLCE, O.; DEGENSZAJN, D.; PÉRIGO, R.; ALMEIDA, N. Matemática: ciência e aplicações: 9. ed. São Paulo: Saraiva, 2016.


INSTITUTO NACIONAL DE MATEMÁTICA PURA E APLICADA. OBMEP 12 anos. Rio de janeiro. Biênio 2017-2018. Disponível em: http://www.obmep.org.br/images/Revista_OBMEP_12_anos.pdf Acesso em: 17 de nov. 2019.


JUNIOR, A. L. L. C. Material multimídia: Resolução comentada de algumas questões do nível 3 da OBMEP sobre geometria. 2013. 64f. Dissertação (Mestrado Profissional em Matemática). Universidade Federal do Pará, Belém – PA, 2013.


LARA, M. T. V.; LOPES, M. R. C. M. Olimpíadas de Matemática: Uma estratégia de Ensino. 2013. Disponível em: :http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/producoes_pde/2013/2013_unicentro_mat_artigo_marcia_terezinha_veronese.pdf. Acesso em 22 de out. 2019.


LEONARDO, F. M. de. Conexões com a Matemática. 3 ed. São Paulo: Moderna, 2016.


NETO, V. D. Teorema de Pitágoras e Áreas: sua aplicabilidade no banco de questões da OBMEP. 2014. 44f. Dissertação (Mestrado Profissional em Matemática). Universidade Federal do Piauí – Piauí, 2014.


OBMEP. 2019. Disponível em: <http://www.obmep.org.br/> Acesso em: 26 de out. 2019.


OLIVEIRA, C. C. do N.; ALVES, F. R. V.; SILVA, R. S. da S. Concepção e descrição de situações olímpicas com auxílio do GeoGebra. THEMA. 2017, n. 3 (14), p. 250 a 263, 2017.


PAIVA, M. Matemática Paiva. 3 ed. São Paulo: Moderna, 2015.


PAVANELLO, R. M. O abandono do ensino de geometria no Brasil: causas e consequências. Zetetike, Campinas – SP, v. 1 n. 1, p. 7-17, 1993.


POMMER, W. M. A Engenharia Didática em sala de aula: Elementos básicos e uma ilustração envolvendo as Equações Diofantinas Lineares, São Paulo, 2013.


PONTES, R. L. Material multimídia: Resolução comentada de algumas questões do nível 1 da OBMEP sobre geometria. 2013. 52f. Dissertação (Mestrado Profissional em Matemática). Universidade Federal do Pará, Belém – PA, 2013.


SANTOS, A. P. R. A. Situações Didáticas Olímpicas: Um contributo da Engenharia Didática Clássica no Ensino de Olimpíadas. 141f. 2018. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Ensino de Ciências e Matemática). Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará – IFCE. Fortaleza, 2018.


SANTOS, A. P. R. A; ALVES, F. R. V. A Teoria das Situações Didáticas no ensino das Olimpíadas de Matemática: Uma Aplicação do Teorema de Pitot. Revista IndagatioDidactica, Portugal, v. 9, n. 4, p. 279-296, 2017.


SANTOS, A. P. R. A.; ALVES, F. R. V. O cálculo de áreas: uma aplicação da engenharia didática no contexto das Olimpíadas de Matemática. Revista IndagatioDidactica. 2018, n. 2 (10), p. 199-222, 2018a.


SANTOS, A. P. R. A.; ALVES, F. R. V. A Engenharia Didática para o ensino de olimpíadas de matemática: situações olímpicas com o amparo do software geogebra. Góndola, Enseñanza y Aprendizaje de las Ciencias. 2018, n. 1 (13), p. 141-154, ene-jun 2018b.


SANTOS, R. de C. R. Geogebra como instrumento de mediação no ensino de geometria: o processo de transformação dos alunos que atuaram na OBMEP. 2018. 180f. Dissertação (Mestrado Profissional em Matemática). Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí – IFPI, Floriano – PI, 2018.


SILVA, C. G. Resolução de problemas sobre geometria para as olimpíadas brasileira de matemática das escolas públicas – obmep. 2013. 41f. Dissertação (Mestrado Profissional em Matemática). Universidade Federal do Pará, Belém – PA, 2013.


SILVA, M. H. Material multimídia: Resolução comentada de algumas questões do nível 2 da OBMEP sobre geometria. 2013. 52f. Dissertação (Mestrado Profissional em Matemática). Universidade Federal do Pará, Belém – PA, 2013.


SMOLE, K. S.; DINIZ, M. I. Matemática para compreender o mundo. 1 ed. São Paulo: Saraiva, 2016.


SOUZA, J.; GARCIA, J. Contato Matemática. 1 ed. São Paulo: FTD, 2016.


VALÉRIO, W. Resolução de problemas, uma abordagem com questões da OBMEP em sala de aula. 2017. 87f. Dissertação (Mestrado Profissional em Matemática). Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação, Universidade de São Paulo, 2017.

Publicado

2020-11-09

Como Citar

Silva, J. G. A. da, Alves, F. R. V., & Menezes, D. B. (2020). SITUAÇÕES DIDÁTICAS OLÍMPICAS PARA O ENSINO DE GEOMETRIA PLANA NO CONTEXTO DA OBMEP: UMA EXPERIÊNCIA NO CURSO DE MATEMÁTICA DO IFCE. Educação Matemática Em Revista - RS, 2(21). https://doi.org/10.37001/EMR-RS.v.2n.21.2020.p.66-78